arabesco-reto

Entrevista

Medalhista de prata afirma que o Concurso Cervejeiro Caseiro Bierland
é um incentivo para os cervejeiros caseiros evoluírem
O medalhista de prata do Concurso Cervejeiro Caseiro Bierland 2013, Carlos Carriconde, conversou conosco e revelou estar muito feliz com o resultado, devido à disputa acirrada em um concurso deste porte. Carlos, que é publicitário em Porto Alegre (RS), admite que o mérito desta conquista não é apenas seu, mas também do amigo Alexandre Zoratto, que tem participação de 50% na fórmula premiada. Confira o bate-papo com ele:
Bierland – Como foi preparar a fórmula finalista do concurso? Algum segredo especial?
Carlos: Quando desenhamos uma receita sempre pesquisamos bastante quais são as características da cerveja que vamos produzir. O ponto de partida foi estudar as diretrizes do BJCP (Beer Judge Certification Program) e do Brewers Association, lá estão os principais parâmetros de referencia do estilo que desejamos produzir. Também buscamos informações na internet em artigos, vídeos e discussões em fóruns. Depois, fizemos uma avaliação de quais são as cervejas de referência e compramos alguns rótulos que melhor representam o estilo.
Com base nessa pesquisa, vimos que a Wit tem duas características bem marcantes, ela deve ser refrescante e temperada. Assim, entendemos que estes pontos deveriam ser ressaltados na formulação da receita para termos um diferencial que destacasse a cerveja com relação às demais, e que, ao mesmo tempo, não a tirasse do estilo. Após alguns testes encontramos um “ingrediente secreto” que enfatizou estes dois aspectos: o gengibre. De fato, a cerveja ficou refrescante e temperada com o gengibre, ficamos muito satisfeitos com o resultado final.
Bierland – Você teve algum tipo de ajuda nessa receita ou podemos dizer que você é um cozinheiro solitário?
Carlos: Sim, todas as receitas e brassagens são feitas em conjunto com meu amigo Alexandre Zoratto, montamos um grupo cervejeiro chamado Good Friday. Quando vamos preparar uma receita nova, sentamos, bebemos e discutimos o que esperamos da cerveja que vamos brassar. Uma parceria que tem dado muito certo. Contamos, também, com a ajuda de nosso amigo Antonio Laitano, exímio churrasqueiro que auxilia na parte gastronômica, uma vez que em dia de brassagem o cervejeiro não consegue parar pra ver se a carne já está no ponto! (risos) Além dele, o meu irmão Gustavo Carriconde foi um grande incentivador para iniciarmos com o hobby.
Bierland – Costuma participar de outros concursos cervejeiros ou este foi o primeiro?
Carlos: Este foi o 4º concurso que participamos. Em outubro de 2012, levamos o Ouro com uma Belgian Golden Strong Ale, no concurso do Instituto Joinvillense de Cerveja, apoiado pela Master Brau do Dorval Campos.
Em novembro de 2012 e maio de 2013 (Acerva/RS e Acervas – Nacional) participamos com uma American Amber Ale, mas não ficamos entre os finalistas.
Bierland – Fazer cerveja para você é um hobby? Desde quando você prepara cervejas?
Carlos: Fazemos cerveja como hobby, nossa primeira brassagem foi no dia 06 de abril de 2012, uma Sexta-Feira Santa, daí surgiu o nome do nosso grupo cervejeiro: Good Friday. Não sabíamos no que resultaria aquela mistura de maltes, lúpulos, água e fermento. Uns 45 dias depois, com muita ansiedade, tomamos nossa primeira cerveja! A partir daí, começamos a estudar e nos dedicar cada vez mais para tentar sempre melhorar as nossas receitas.
Bierland – Como foi estar entre os finalistas do Concurso Cervejeiro Caseiro Bierland 2013?
Carlos: Foi muito bacana conquistar o segundo lugar, lógico que queríamos ter ficado em primeiro lugar para passar pela experiência de produzir uma leva da nossa cerveja em escala industrial, isso nos traria um grande aprendizado, mas só o fato da nossa cerveja ter ficado na mesa final de avaliação já nos enche de orgulho e mostra que estamos trilhando um bom caminho. Aqui cabe parabenizar e agradecer à Bierland pela organização, esse tipo de concurso é um incentivo para os cervejeiros caseiros evoluírem ainda mais o nível das suas cervejas.
fotos-carlos
arabesco-reto